Carne com Legumes e Shoyu

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Tem dias que bate um desanimo, uma falta de vontade e também de ideias sobre o que cozinhar, que não é brincadeira. 

Quando não tinha as crianças a gente acabava comendo qualquer coisa, muitas vezes até lanche, mas agora com os meninos não tenho para onde fugir. Não importa se ao meio dia ou à noite, principalmente o caçulinha de 3 anos fica pedindo "almoço".

Num desses dias de desespero, comecei a caçar tudo o que tinha na geladeira e rendeu esse prato de emergência. Cheio de legumes, que eles amam e um pouco de carne pra dar uma potência. 

Não gosto que eles comam molho de soja, mas nesse dia fiz vista grossa.


1/2 cebola bem grande, cortada em pedaços bem grandes
1/2 pimentão amarelo, em cubos grandes
1/2 pimentão vermelho, em cubos grandes
150g de carne em tirinhas (pode ser qualquer uma que sirva pra bife também)
1 colher (sopa) de gengibre fresco ralado
1/4 de xícara de molho de soja
1/2 colher (sopa) de amido de milho
1/2 xícara de água
Cebolinha, cortada em grosseiramente

Preparo
1. Em um fio de óleo, frite a cebola com os pimentões até estarem dourados, mas sem perder totalmente a crocância. Retire da panela e frite a carne com o gengibre em fogo bem alto. Não salgue a carne. 

2. Junte os pimentões à carne e também o molho de soja. Dissolva o amido de milho na água e acrescente à panela. Misture bem e cozinhe até o molho ficar grossinho. Desligue o fogo e adicione a cebolinha. Sirva com arroz, macarrão ou o que preferir. 

Dicas: Você pode acrescentar brócolis, acelga, vagem, cenoura. 


Pão de Batata, o Melhor!

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Pão de batata é bom, né?! Não é a toa que é tão caro na padaria. 

Mas você pode fazer em casa e se deleitar com um pão quentinho e macio acabado de sair do forno. Essa massa é fantástica e não chega a ser difícil de fazer, só tem uns passos a mais, como cozinhar a batata antes e preparar o recheio, caso vá usar.

Depois de já ter feito a massa, me veio uma ideia muito boa: usar o frango do strogonof que havia feito um dia antes. Separei os pedaços do molho e desfiei tudo, juntei umas duas colheradas bem cheias de requeijão cremoso e pude rechear pouco mais da metade da massa com esse creme. O restante apenas cobri com fatias de queijo e ficaram muito bonitinhos.

O preferido foi o recheado, que ficou incrível! Pão bem leve e recheio super cremoso. Mas o de queijo não faz feio a ninguém, com requeijão ou manteiguinha, vai acabar num instante.


A receita peguei no caderno de minha mãe, antes mesmo de casar. 

*Xícara medidora de 240ml

250g de batata (cerca de 2 batatas médias para o grande ou 1 gigantona)
90ml de óleo 
1 ovo
80ml de leite gelado
1 colher (sopa) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
4 xícaras de farinha de trigo
10g de fermento seco (ou 50g do fresco)

Preparo
1. Cozinhe as batatas em pedaços médios e pouca água. Quando estiverem macias, mas não derretendo, escorra a água e deixe as batatas perderem umidade sobre uma peneira. Quando estiverem sequinhas (uns 5 minutos, nem isso), amasse as batatas na peneira e deixe cair diretamente no bowl em que será feita a massa.

2. Em seguida, acrescente o óleo, ovo, leite, sal, açúcar, farinha e só depois o fermento seco. Coloque para bater na batedeira apropriada com o gancho por 10 minutos. Caso a  massa esteja muito mole, não descolando das paredes do bowl, acrescente um pouquinho mais de farinha. Se estiver muito dura, toda grudada no gancho e nada na parede, junte um pouquinho mais de leite. A intenção é criar uma massa mole e elástica. Cubra com uma plástico e depois um pano e deixe descansar até estar cheio de bolhas. No verão leva cerca de 1 hora e meia e no inverno demora até umas 4 horas.

3. Polvilhe suavemente uma superfície lisa e despeje a massa ali. Não é necessário sovar novamente, o que implicaria em acrescentar mais farinha sem necessidade. Corte pedacinhos da massa e passe na farinha para conseguir modelar. Caso vá rechear, seu recheio deve estar completamente frio. Abra a massa na mão, coloque uma porção do recheio escolhido e feche, unindo as bordas. Coloque em uma forma com cerca de 2 dedos de distância entre cada bolinha. Deixe crescer por mais 1 hora ou até que a massa esteja bem frágil e aerada. Caso queira, pincele gema por cima dos pãezinhos, muito delicadamente, ou arrume fatias de queijo sobre eles.

4. Asse em forno já aquecido, 180ºC por cerca de 40 minutos ou até que estejam ligeiramente dourados, prove um antes de desligar o forno, para saber.

Rende: Aproximadamente 50 pãezinhos pequenos.

Torta Bauru de Liquidificador

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Essa torta preciso escrever no meu caderno de receitas. Meu caderno de papel, pra ter sempre à mão mesmo que acabe a energia ou a internet falhe. É muito fácil e fica deliciosa! Servi junto com aquela Cuca de Goiabada e foi só elogios.

Receita do site Tudo Gostoso

4 ovos
1 xícara de leite
3/4 de xícara de óleo
1/3 de xícara de queijo parmesão ralado
1 xícara de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal

Recheio
150g de mussarela ralada ou fatiada
150g de presunto ralado ou fatiado
2 tomates sem semente, picados
Algumas azeitonas picadas (opcional)

Cobertura
1 tomate em rodelas
Orégano
Queijo ralado

Preparo
1. Pré aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma grande.

2. No liquidificador, bata o ovo, leite e óleo por uns 4 minutos. Junte o queijo ralado, farinha, fermento e sal e bata só até estar tudo homogêneo. Despeje metade da massa na forma e recheie com os ingredientes preparados. Cubra com o restante da massa, salpique orégano e queijo ralado e decore com fatias de tomate. Leve para assar por 40 minutos ou até que esteja dourado. Sirva quentinha ou fria.

Rende: 12 porções.




Bolo de Aniversário de Fazenda

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Com um pequeno atrasado de... hãn... dois meses, hoje mostro a vocês como preparamos o bolo de aniversário dos Chocoranguinhos, que fazem aniversário em Novembro.

Tive a ajuda do P.O. que se encarregou de toda a parte de decoração. Gostei muito de usar essas velas decorativas, só não pudemos acender todas ao mesmo tempo senão pareceria uma fogueira ao invés de bolo de aniversário.

A massa do bolo é a minha última preferida, feita com 8 ovos e os outros ingredientes aumentados proporcionalmente. Massa repetida por 4 vezes e assada em uma forma retangular de 45cm. A receita você encontra AQUI.

Reguei o bolo com uma calda de açúcar bem leve, bem aguada. Fui bem generosa na quantidade de calda para cada camada e fiquei um pouco preocupada de ter sido demais, mas no final deu tudo certo, e a umidade no bolo ficou na medida.

Um dos recheios foi um brigadeiro de chocolate meio amargo, bem cremoso e pouco doce, já que usei creme de leite também e não foi pouco. Os outros dois recheios foram de leite condensado e creme de leite cozidos como brigadeiro e morangos picados acrescentados depois do creme pronto.

Depois de recheado deixei umas 2 horas sendo prensado (meu tempo era muito curto) e isso fez muita diferença. O bolo resistiu bravamente na longa viagem de 2 horas até o sítio e continuou firme durante todo o tempo.

A cobertura usada foi chantilly em pó (gosto da marca Yoki), batido com leite como manda o fabricante e colorido com corante alimentício. As montanhas são um bolo branco, uma receita qualquer e a lama dos porcos, o brigadeiro de chocolate do recheio.

Sou obrigada a dizer que o resultado final ficou fantástico em sabor. Zero enjoativo e muito leve. A combinação de morango e chocolate mais uma vez se mostrou imbatível!





O bolo finalizado ficou muito pesado, pelas nossas contas, tinha pelo menos uns 7kg de bolo. O que foi muito mais do que suficiente para a festinha, de 20 pessoas. O que também não foi ruim, já que pudemos comer bolo a semana inteira e dividir com todos os convidados e até com quem não pode ir. 


Para a mesa de salgadinhos, fiz coisas bem simples como hot dog, mini quibe, pastelzinhos de queijo, mini pizza, esfihinhas de carne, sanduiche de salpicão e salgadinho tipo pimentinha. Na mesa também colocamos guabiroba e melancia, afinal, estávamos no sítio. :)


Fizemos também um acampamento com direito a fogueira e espetinhos. Foi um dia inesquecível!



Cuca de Goiabada - Receita alemã

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Todas as vezes que penso em Cuca, lembro do meu pai, que é fascinado por receitas assim. Infelizmente, quando fiz essa ele estava à mais de 100km de distância e não pôde sequer sentir o cheirinho. Fico devendo pro senhor, Pai.

A verdade é que das 8 pessoas que provaram, nenhuma conseguiu se contentar com um pedacinho apenas. Achei a massa um pouquinho sem doce, mas não vou culpar a receita, acho que no dia estava formiguinha demais, porque ninguém teve a mesma opinião.

A massa é bem, bem fofinha e leve e provém da fermentação com fermento biológico. A farofa dá aquele toque todo especial e você pode usar a imaginação na hora de substituir a goiabada: doce de leite, brigadeiro, banana e até mesmo Nutella, por que não?!

Receita de Gastronomismo

Esponja
1 colher (sopa) de fermento seco instântaneo
2 colheres (sopa) de açúcar
Água morninha 

Massa
1/2 xícara de leite
2 colheres (sopa) de manteiga
2 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de açúcar
1 ovo

Farofa
1 xícara de açúcar 
1 xícara de farinha de trigo
100g de manteiga gelada, cortada em cubinhos
1 colher (sopa) de canela em pó

100g de goiabada molinha (não a cascão), cortada em cubinhos

Preparo
Esponja
1. Em uma tigelinha, misture o fermento e açúcar e junte um pouco de água morna, suficiente para ficar bem molhadinho, numa mistura bem saturada. Deixe fermentar por 10-15 minutos.

Massa
2. Aqueça o leite com a manteiga até que esteja derretida. Em uma outra tigela, misture a farinha com o açúcar, faça um buraco no centro dos ingredientes e despeje a esponja já crescida e o ovo. Vá misturando aos poucos com os dedos, incorporando do centro para as beiradas. Conforme vai misturando, adicione o leite e manteiga derretida e continue no mesmo processo até obter uma massa lisa e homogênea, mas bem mole. Sove um pouco com a mão e deixe crescer por 20 minutos (se o dia estiver muito frio, deixe uns 40 minutos).

Farofa
3. Misture o açúcar, farinha e canela, em seguida vá desfazendo os cubos de manteiga nessa mistura até obter uma farofinha.

Montagem
4. Pré aqueça o forno a 180ºC.

5. Despeje a massa em uma forma de bolo inglês muito bem untada e enfarinhada, se perceber que será muita massa para sua forma, coloque uma porção de massa em uma forma pequenininha. Espalhe metade da goiabada, cubra com a farofa e o restante da goiabada. Asse por cerca de 40 minutos ou  até dourar. Espere esfriar um pouco e desenforme. Sirva com um cafezinho.

Rende: 12 fatias.

A minha goiabada queimou porque meu forno estava demasiadamente quente. E a farofa transbordou porque a forma era um pouco pequena para a massa. Tirando isso, deu tudo certo. 

E para quem quiser assistir ao modo de preparo, deixo aqui o video do qual copiei a receita. Video lindo, aliás, muito bem explicado e gostoso de assistir.

Pin It button on image hover
© Chocorango - 2013. Todos os direitos reservados. Criado por: Talita B. Tecnologia do Blogger. Chocorango